Ultramaratonista vegano bate recorde ao correr trilha de 3.522km em 46 dias

Por Yuri Gonzaga

Um dos maiores ultramaratonistas vivos, o americano Scott Jurek, 41 –vegano e conhecido também por seu livro “Eat & Run”– bateu o recorde da histórica Appalachian Trail, que passa por 14 Estados americanos, ao percorrer seus 3.522 km, com 157 mil metros de elevação somada, em 46 dias, 8 horas e 7 minutos, encerrados no último dia 12.

Isso significa que ele correu por volta de 75 km por dia durante mais de um mês e meio subindo e descendo montanhas no meio do nada. Comendo alface.

Jurek em uma das travessias durante a compleção da AT (Reprodução/Instagram)
Jurek em uma das travessias durante a compleção da AT (Reprodução/Instagram)

“Sempre foi um sonho meu me testar na Appalachian Trail, o grande tesouro nacional que inspirou e desafiou tantos corredores antes de mim”, escreveu em seu blog nesta quinta-feira (23).

Jurek teve a ajuda de sua mulher Jenny, também corredora, que ajudava na navegação e na alimentação do ultramaratonista, e de voluntários e locais que ofereceram dar uma mão na façanha.

O atleta recebeu ajuda de locais ao longo da jornada; na foto, comendo um tempeh (soja fermentada típica da Indonésia) e um hambúrguer de feijão branco (Reprodução/Instagram)
O atleta recebeu ajuda de locais ao longo da jornada; na foto, comendo um tempeh (soja fermentada típica da Indonésia) e um hambúrguer de feijão branco (Reprodução/Instagram)

O atleta conta que se machucou no meio do caminho. “Tornou-se uma questão não mais de quão rápido eu poderia fazer a trilha, mas sim a de se eu ia ou não conseguir completá-la.”

“Muitas pessoas se aventuraram na trilha para mostrar seu apoio, correr um pouco junto comigo e me trazer comida vegana. Sempre serei grato pelo apoio que elevou meu espírito e me pôde fazer continuar”, escreveu.

No parque nacional Cherokee, nas proximidades de Erwin, Tennessee (Reprodução/Instagram)
No parque nacional Cherokee, nas proximidades de Erwin, Tennessee (Reprodução/Instagram)

Além do recorde assistido da trilha (o sem qualquer ajuda de outras pessoas é alegadamente de Matthew Kirk, que completou em 58 dias o percurso), Jurek ganhou duas vezes a ultramaratona Badwater –autoproclamada “a corrida mais difícil do mundo”, de 217 km no Death Valley californiano– e durante sete anos consecutivos a Western States Endurance Run, de 161 km, na cordilheira Sierra Nevada (EUA).

O caminho trilhado por Jurek pode ser visto em seu registro de localização por GPS, publicado neste site.

“Nunca esqueceremos as lições que eu e Jenny tivemos na trilha. Espero que tenha inspirado pelo menos uma pessoa a sair ao ar livre, aproveitar a vida selvagem e aprender a protegê-la.”

Jurek escala os últimos metros do monte Katahdin, no Maine (1.606 m), próximo à divisa dos EUA com o Canadá (Reprodução/Instagram)
Jurek escala os últimos metros do monte Katahdin, no Maine (1.606 m), próximo à divisa dos EUA com o Canadá (Reprodução/Instagram)