Trio lança aplicativo de delivery para vegetarianos em SP

Por Yuri Gonzaga

Com dez restaurantes cadastrados até o momento e outros quatro a caminho, o aplicativo Meatless (“sem carne” em inglês) foi lançado em fase “beta” (testes públicos) por um trio de empreendedores no fim do mês passado com o intuito de atender a capital paulista via app (atualmente disponível para Android).

sc

Segundo um dos fundadores, Dimitri Fernandes, é o primeiro aplicativo de entregas vegetariano do Brasil. Outros sites ou aplicativos que servem de fonte de consulta para encontrar estabelecimentos livres de crueldade, são o HappyCow, Lugares VegMapa Vista-se e SP Veg.

Muito bem feito e com design limpo, o Meatless detecta a localização do usuário e mostra estabelecimentos próximos e seus cardápios (estejam abertos ou não –esse filtro ainda não é necessário, dado o pequeno número de estabelecimentos participantes, mas também deve ser implementado).

Os restaurantes presentes no app atualmente são:

 

Pizza integral vegana com biomassa, manjericão e mandiokejo do Taioba (Zé Carlos Barretta/Folhapress)
Pizza integral vegana com biomassa, manjericão e mandiokejo do Taioba (Zé Carlos Barretta/Folhapress)

Quem já usou, sabe que os mais conhecidos aplicativos de entregas que atendem à cidade, como o HelloFood, iFood e PedidosJá, têm limitadas opções para veganos.

Recentemente, figurou neste “Veg” uma confeitaria vegana que entrega em domicílio também em São Paulo, a Vovó Vegana (leia mais).

O objetivo do aplicativo não é só facilitar a vida dos veganos e dos vegetarianos, mas também dos que não são adeptos da dieta e querem comida sem ingredientes de origem animal.

A ideia é chegar a 5.000 usuários em quatro meses e, nesse ínterim, lançar a versão para iPhone do aplicativo. No ano que vem, os empresários responsáveis (além de Fernandes, Rodrigo Borges e Rodrigo Maués) dizem que buscarão investimentos para expandir o negócio.

“Acreditamos que no começo de 2016 temos uma versão mais encorpada, mas ainda assim passando por constantes melhorias”, disse Fernandes ao “Veg”.

“Ainda é cedo pra definir oficialmente por onde começar, temos muito o que crescer em SP. Mas um segundo passo natural e que já tem algumas demandas seria o Rio.”

A ideia é adicionar dois estabelecimentos por semana até o fim do ano, com o aplicativo para iOS chegando entre novembro e dezembro.