Autor de novo blog vegano aposta em receitas simples; leia entrevista e dicas

Por Yuri Gonzaga

André Fronza, 22, prontifica-se em dizer que não é um expert na cozinha, mas seu recentemente lançado blog de receitas, Tempero Alternativo, não para de ganhar mais leitores.

Com receitas que seguem a tríade barato, bom e fácil, o designer gráfico de formação tem experimentado crescimento expressivo de visitantes nos últimos três meses, atingindo 42 mil visualizações durante o mês passado.

O ovolactovegetariano atribui a crescente popularidade ao caprichar nas fotos, por sinal muito belas.

Torta sorvete de morango
Torta sorvete de morango (Divulgação)

 

Todas as receitas –que incluem trufa de tâmara, cacau e nozes; Nutella vegana; e brownie meio-amargo-– são livres de ingredientes de origem animal. A missão do site, segundo Fronza, é promover a dieta vegana e também ajudar os adeptos do crudivorismo (que não comem nada cozido) e os intolerantes e alérgicos a glúten.

Abaixo, o jovem blogueiro indica sites para buscar receitas veganas, conta um pouco da sua trajetória e dá dicas para quem é novato na cozinha vegetariana.

Quando foi lançado o blog? Além de receitas, qual a proposta?
O blog foi lançado em janeiro deste ano. A proposta do Tempero Alternativo é disseminar receitas veganas simples e práticas, que levam ingredientes fáceis de serem encontrados e acessíveis. E claro, que sejam muito gostosas, saudáveis e visualmente bonitas.

Tudo isso para incentivar as pessoas para irem à cozinha fazer as receitas, e consequentemente, reduzirem o consumo de produtos de origem animal.

Reduzir o consumo não só pelo bem-estar animal, mas também para a preservação do meio ambiente e para a melhoria da saúde. Nas minhas receitas sempre dou preferência para alimentos naturais, integrais, orgânicos e de produtores locais.

Hambúrguer de feijão preto com maionese de tofu (Divulgação)
Hambúrguer de feijão preto com maionese de tofu (Divulgação)

E evito ao máximo alimentos transgênicos, industrializados, com aromatizantes, corantes e de origem animal. O slogan do blog diz muito sobre sua proposta: “Por uma alimentação ética, saudável e sustentável”.

Ao longo dos posts que antecedem as receitas sempre dou dicas de como trocar alimentos de origem animal por de origem vegetal, de como reaproveitar e escolher os alimentos, e de como trocar pratos pouco saudáveis por outros mais nutritivos, sem deixar de lado o sabor.

Quantas visitas você alcançou recentemente, e qual tem sido o crescimento?
No mês de setembro o blog teve um pouco mais de 42 mil visualizações, até agora foi o mês com o maior número de visualizações. Nos últimos três meses o crescimento foi em média de 10 mil por mês.

 

Todas as receitas são veganas? Qual a fonte das receitas, ou a inspiração para elas?
Sim, todas as receitas são veganas, além disso, algumas são crudívoras, sem açúcar e/ou sem glúten. Todas as receitas são criadas ou adaptadas por mim, as minhas inspirações vêm de diversas fontes.

De programas de culinária, como “Bela Cozinha”, “Cozinha prática com Rita Lobo” e Jamie Oliver.

De livros de receitas como “Indispensável”, de Dunja Gulin; “Cozinhando sem desperdício”, de Lisa Casali; e “50 doces veganos” da Katia Cardoso.

E de blogs vegetarianos e veganos, tanto brasileiros quanto gringos, como:

[Nota: eu adicionaria aqui o inventivo e visualmente impecável oh she glows, também gringo]

Eu recomendo fortemente o blog da Sandra Guimarães – Papacapim, da Lori Ellis – Veganana, e da Paula Lumi – Presunto Vegetariano. Outros sites que recomendo também são o Vista-se, Cem Por Cento e Cualquier cosita es cariño.

Creme de avelã com cacau, uma versão vegana da Nutella (Divulgação)
Creme de avelã com cacau, uma versão vegana da Nutella (Divulgação)

Você é vegano? 
Sou ovolactovegetariano há quase 4 anos, mas consumo pouquíssimos produtos de origem animal. Digamos que, em casa, sou vegano –tudo que cozinho e como é de origem vegetal, mas quando saio de casa, fica um pouco complicado. Acabo consumindo algo que contém leite ou ovo, por isso me considero ovolactovegetariano.

Além da alimentação, sempre consumo produtos não testados em animais, que não contêm pele, que leve em consideração a vida e o bem-estar dos animais. Sem deixar de lado também o bem-estar e o equilíbrio social e ambiental.

Poderia dar uma dica que considera valiosa para um vegano novato na cozinha? 
Para um vegano ou vegetariano novato a dica é pesquisar e experimentar. Procure na internet e em livros, receitas simples e com ingredientes que você já está familiarizado, e experimente fazê-las.

Outra dica é explorar a diversidade sem preconceito. Muitos acham que a alimentação vegana é limitada, com poucas opções, mas basta você ir em uma feira de rua ou em uma loja de produtos naturais, que você irá se deparar com uma infinidade de alimentos que nem sonhava que existia.

Explorar essa diversidade de sabores, texturas e cores sem preconceito é incrível. Sempre algo irá te surpreender, por mais que você seja expert na cozinha. O que não é o meu caso (risos).