VEG

 -

Blog sobre dieta vegetariana e assuntos relacionados a ela, como dicas de nutrição, é produzido pelo repórter Yuri Gonzaga, que foi ovolactovegetariano entre 2008 e 2010 e é vegetariano estrito desde 2011.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

O que é um ‘açougue vegano’?

Por Yuri Gonzaga

As notícias recentes de que foi aberto um “açougue” vegano em Minneapolis e de que será aberto um também em Curitiba (em empreendimentos separados) suscitaram comentários controversos em sites de notícia e nas redes sociais.

(Além, claro, da óbvia repercussão negativa por parte dos lobistas da indústria da carne.)

Basicamente, um açougue vegano comercializa a “faux meat”, carnes vegetais com ingredientes de origem variada (quase sempre soja, trigo, ervilha, lentilha e feijão).

Em alguns países europeus, na Austrália e nos EUA, por exemplo, as opções encontradas em praticamente qualquer grande supermercado desse tipo de produto são relativamente vastas.

comentários

Mesmo vegetarianos, que dizem apoiar a iniciativa (pela óbvia consequência de facilitar a transição para o vegetarianismo por parte de um número maior de pessoas), dizem considerar estranho a natureza do negócio.

“Ótima iniciativa para quem ainda está largando o vício da carne, e aderindo a nossa filosofia”, escreveu Jaqueline Lemes. “Contudo, particularmente não gosto de nada que seja parecido a carne de origem animal. Sou meio radical, não comeria uma carne vegetal com a mesma aparência que me repugna ver no açougue de mercado.”

A "carne sem carne" do Herbivorous Butcher, no Estado americano de Minnesota (Reprodução/Facebook)
A “carne sem carne” do Herbivorous Butcher, no Estado americano de Minnesota (Reprodução/Facebook)

Outra internauta, Juliana K. Zucco, escreveu também no Facebook: “Ainda tentando entender qual o sentido de comer uma coisa que pareça tanto carne. Acho nojento, sem sentido e não compraria. Como vegetariana (há 15 anos) eu gosto de comer coisas que valorizem as cores e texturas dos vegetais, não um prêmio de consolação vegetal que força a barra pra parecer justo aquilo que escolhi não comer.”

Também apoio qualquer coisa que leve mais pessoas ao vegetarianismo (claro, se a opção for melhor do ponto de vista ambiental). Dada a carga de danos ecológicos causada pela pecuária, é pouco arriscado dizer que praticamente qualquer análogo de origem vegetal se sobrepõe à carne nesse aspecto.

E você, acha válido comer carne falsa?

 

 

Blogs da Folha

Mais acessadas

Nada encontrado

Categorias

Publicidade
Publicidade
Publicidade